Tel: +55(24) 2271-1124  |  Email: folha@folhapopular.net.br




Parceiros



Estado passa a contar com 682 leitos de covid-19 em um mês

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação

Medidas de isolamento também contribuíram para diminuição da fila para enfermaria e UTI e para internações

Em 35 dias, o Estado do Rio passou a contar com 682 novos leitos para tratamento específico da Covid-19 na rede SUS fluminense. A medida faz parte do plano do Governo do Estado em priorizar o enfrentamento à doença e inclui, ainda, o esforço coletivo das três esferas para que pacientes com o coronavírus tenham atendimento. Do total de leitos abertos, 387 são de UTI.
- Desde 15 de março, determinei, com a Secretaria de Saúde, uma força-tarefa para a abertura de leitos de Covid-19 na rede SUS, que é a nossa prioridade máxima no Rio de Janeiro. O trabalho em conjunto com os municípios - por meio de cofinanciamento - e com a rede federal surtiu efeito e, em poucas semanas, foram abertas mais de 600 novas vagas. Isso representa um aumento importante na oferta de leitos exclusivos para tratamento da doença. E continuamos nos esforçando para novas aberturas. Acompanho diariamente os números da doença, com contato frequente com os técnicos da Secretaria de Saúde, que apontam que a situação, embora ainda bastante difícil, está melhorando – afirmou o governador em exercício Cláudio Castro.
Os números mostram ainda que houve uma redução significativa na espera por leitos. Em 20 dias, a fila por leitos despencou 78%: de 1.033 para 228. No mesmo período, houve também uma redução de 49% nas solicitações por internações em enfermarias e UTIs – o número, que apontava para 469 pedidos em 31 de março, caiu para 240 em 19 de abril.
- É importante deixar claro que embora estes números estejam em queda, as medidas de precaução devem ser mantidas. Precisamos considerar que se trata de um vírus respiratório, que tem transmissibilidade muito facilitada e, portanto, segue sendo necessário o uso de máscara facial de proteção, higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool em gel, assim como manter o distanciamento social - destacou o médico da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS), da Secretaria de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.
O secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves, ressalta que a distribuição de 373 mil unidades de medicamentos que compõem o "kit intubação", desde a última quinta-feira, possibilitou a abertura de leitos e a manutenção de vagas em todo o estado.
- Além do cofinanciamento de leitos em unidades hospitalares municipais, a Secretaria de Saúde vem montando operações logísticas, inclusive com o uso de helicópteros, para distribuir lotes de medicamentos do "kit intubação" adquiridos pelo Estado e também os que são enviados pelo Ministério da Saúde. Esse apoio tem sido de extrema importância para mantermos o atendimento nas UTIs em todo o estado - ressaltou o secretário de Saúde.
Dados desta terça-feira (20) do Painel Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde apontam que a taxa de ocupação em UTIs é de 85,8% - com um tempo de espera de 4,5 horas, em média. Já a de enfermaria está em 69% - com um tempo de espera de cerca de uma hora.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .

Voltar ao topo