Parceiros



Câmara de Mar de Espanha devolve R$ 770 mil em dois anos

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação

A Câmara Municipal de Mar de Espanha, através de seu presidente, Arnóbio Joaquim de Souza, devolveu aos cofres públicos o valor de R$ 770.000,00, referentes aos dois anos de mandato da Mesa Diretora eleita para o biênio 2017/2018.


Como é de conhecimento de todos e destacado em diversas mídias, o Estado de Minas Gerais vive a pior crise de sua história. Em 2017, muitos órgãos municipalistas já anunciavam as dificuldades que as cidades enfrentariam diante da irresponsabilidade do ex-governador Fernando Pimentel. Devido a isso, o Prefeito Municipal de Mar de Espanha, Welington Marcos Rodrigues, e o Presidente da Câmara, Arnóbio Joaquim de Souza, decidiram que deviam cortar todos os gastos possíveis e tentar economizar montantes para momentos mais difíceis.


E assim foi feito. Em 2017, apesar de muitas dificuldades, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Mar de Espanha, constituída pelos vereadores Arnóbio, Thalles e Ronaldo, iniciou um projeto para mudar a gestão da Câmara, já que o Estado de Minas estava cada vez mais endividado. Suas principais iniciativas foram cortar gastos com materiais de consumo e equipamentos de informática, diárias de parlamentares e cursos, além de manter apenas o que fosse necessário para as atividades.


Apesar desses cortes, a Mesa Diretora ainda conseguiu implantar um sistema de som, visto que, por ser uma câmara pequena, nunca houve essa preocupação. Também adquiriu um sistema de segurança com câmeras, reformou parte dos seus bens tombados e reajustou os subsídios dos funcionários, que, por incrível que pareça, são apenas duas. Além disso, aderiu ao Projeto Parlamento Jovem, coordenado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Esse projeto é de educação política voltado para adolescentes que cursam o ensino médio. Compreende estudos temáticos, visitas a outras câmaras e à Assembleia Legislativa. Enfim, apesar de ter sido um ano atípico e de muitas mudanças econômicas foi possível manter as atividades e investir em pontos essenciais.


Em 2017, a câmara teve como receita o valor de R$ 1.240.000,00, sendo devolvido o montante de R$ 360.000,00.


Se 2017 foi difícil, 2018 ainda mais. Como foi previsto pela Associação Mineira dos Municípios, esse seria o pior ano para Minas Gerais. O Estado endividado apoderou-se dos recursos dos municípios que deveriam ser devolvidos para custear suas despesas e usou para tentar quitar as próprias dívidas. Até o final do ano passado, o Estado de Minas devia aos 853 municípios aproximadamente R$ 12,5 bilhões. Só para Mar de Espanha o Estado deve cerca de R$ 3.000.000,00.


Com uma gestão eficiente, a Câmara se preparou e cumpriu com o dever, economizou de todas as formas possíveis e devolveu à Prefeitura de Mar de Espanha, em 2018, o valor de R$ 410.000,00, sendo a receita de R$ 1.300.000,00.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo