Parceiros



UFJF abriga extenso acervo de malacologia em Juiz de Fora

Autoria: Redação  |  Fotos: TV Integração



A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) abriga o maior acervo de malacologia das Américas do Sul e Central. A coleção compõe um acervo histórico, bibliográfico e científico que poderá contribuir na construção de uma nova coleção no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, atingido por um incêndio.

A coleção em Juiz de Fora conta com mais de 10 mil lotes, aproximadamente 200 mil espécimes, a maioria composta por conchas e animais que estão conservados em álcool. No museu podem ser encontradas peças raras coletadas em diversos países, como Japão, Cuba, Filipinas, Estados Unidos, entre outros.

De acordo com a professora e pesquisadora Stephane D’ávila, como o museu é referência na área, ele poderá ajudar na reconstrução da coleção de malacologia do Museu Nacional.

Apesar do grande acervo, não há um documento que oficialize o espaço como museu. De acordo com a UFJF, há um plano museológico em tramitação no Centro de Conservação da Memória da instituição, mas não há um prazo para a conclusão deste processo.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo