Parceiros



Campos mantém campanha de imunização contra a gripe

Autoria: Redação  |  Fotos: Divulgação



A baixa procura pela vacina contra a Influenza levou Campos dos Goytacazes a prorrogar a campanha de vacinação até 15 de junho. Segundo a Prefeitura, 60 mil pessoas foram vacinadas até segunda-feira (4), e a meta da Secretaria de Saúde é vacinar 100 mil pessoas do grupo prioritário.

A vacinação terminaria em 30 de abril, mas continua em 45 salas de imunização. Os atendimentos vão de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. A vacina imuniza contra três tipos de vírus: H1N1, H3N2 e o influenza do tipo B Yamagata.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, o estado do Rio de Janeiro está entre os três piores do país no número de imunizações contra a gripe.

"Estamos com um número de imunizações abaixo do esperado, principalmente entre crianças e idosos. A população precisa se conscientizar sobre a importância de se vacinar contra a gripe. Portanto, quem ainda não se vacinou deve aproveitar essa segunda chance", ressaltou a assessora chefe da Vigilância Epidemiológica, Roberta Lastorina.

Além de indivíduos com 60 anos ou mais, são vacinadas as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores, os indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Aos acamados e pacientes em situação de home care, a Vigilância continua realizando a vacinação contra o vírus da Influenza em domicílio. O agendamento deve ser feito no Centro de Saúde, no setor da Vigilância Epidemiológica, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Por recomendação do Ministério da Saúde, após o dia 18 de junho, se houver disponibilidade de doses da vacina, serão incluídos os grupos de crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos para a vacinação, de acordo com definição do Comitê Técnico Assessor em Imunizações/CTAI, com o Grupo Técnico em Vigilância em Saúde/GTVS e Comissão Intergestores Tripartite/CIT.

galeria de imagens desta notícia

deixe seu comentário



 



comentários

Os comentários não expressam a opinião da Folha Popular ou de seus representantes e colaboradores e são de inteira responsabilidade das pessoas que os escreveram.

Nenhum comentário



outras notícias



Assine nossa NewsLetter !

Por favor, digite seu Nome e Email

Digital Newsletter

Para cancelar inscrição, por favor clique aqui» .


A Folha

Capa
Expediente
Contato

Redes Sociais

Facebook
Twitter
Youtube

Segurança

Acesso Restrito
Webmail

Voltar ao topo